domingo, 3 de abril de 2011

Diferença

"Eu não sei se aquilo de que eu gosto em ti é o que te diferencia de mim ou o que temos em comum. Quer gostes ou não, agradas-me pelas duas coisas. O que é comum reconforta-me, o que é diferente, estimula-me..." - Joan Manuel Serrat

As crianças 'diferentes' não são inferiores, no entanto continuam a ser vistas como inadaptadas e verifica-se uma tendência para o seu isolamento por parte das famílias. Mas a família que tem um membro com deficiência não tem de se diferenciar das famílias que não o têm.

6 comentários:

lobitas disse...

Concordo plenamente e é dessa forma que as lobitas encaram o mundo no entanto, quando tenho conhecimento de situações em que não o conseguiram fazer, fico triste, é um facto, mas também entendo que as pessoas têm que ser muito fortes e com um certo grau de resiliencia.
Não é facil
Beijinhos das lobitas

Dina disse...

Olá, olá

Tens um miminho no meu blogue

Beijinhos

Anónimo disse...

Olá interessante tópico , adorei mesmo muito, talvez poderiamos fcar amigos de blog :) lol!
Aparte de piadas chamo-me Fábio, e assim como tu publico na internet se bem que o foco do meu espaço é muito distinto do teu....
Eu escrevo páginas de poker que falam de bónus grátis sem teres de por do teu bolso......
Gostei imenso o que vi escrito novamente
Virei aqui mais vezes
Ps:tenho um portugues ruim.

Kantinho da Kekel disse...

Olá

Sou professora de uma escola estadual e estou aqui lhe convidando para conhecer nosso blog de LIBRAS onde o nosso objetivo é expandir a Língua de Sinais, pois somos escola pólo para atendimento da pessoa com deficiência auditiva.
Se você tiver um tempinho e interesse pelo assunto, venha nos visitar. O endereço é:

http://eeblmlibras.blogspot.com/

Abraços fraternos

Lucida disse...

Olá Sofia,

O teu blog - espero que nao te importes de que te trate por tu - poderia muito bem ser o meu blog, a falar do Sandro em vez do João :)
Chamo-me Tânia. O Sandro é o meu filho mais velho, tem 8 anos e foi diagnosticado o ano passado com uma Perturbação do Espectro do Autismo. Começou na passada sexta-feira a tomar Rubifen, embora já tivesse sido sugerido que os efeitos no Sandro fossem possivelmente bastante benéficos. Fui adiando a decisão, fui relutante, tive esperança, procurei alternativas. Mas cada vez a distância vai sendo maior, em relação aos objectivos atingidos na escola. E finalmente acabei por falar com a pediatra. Passou a receita sem pestanejar. Vamos ver... ainda é cedo para ver resultados. Vou seguindo o teu blog. Aqui tens o meu email: tqsantana@hotmail.com.

Roberta disse...

Lindo seu blog.
Parabéns
Bjs e fiquem com Deus