quinta-feira, 10 de julho de 2008

Comunicar com sucesso

É muito importante para o João sentir que é compreendido.
A partir do momento que o conseguiu a sua frustação diminuiu, a sua sociabilização aumentou... ajudou-o a crescer!

Para muitos autistas esta é uma área muito dificil.
Seja pela distração, dificuldade de processar a informação oralmente, manter a atenção e organizar a informação que está a receber.

Esta dificuldade e/ou incapacidade de comunicação leva por vezes a comportamentos inapropriados: o bater com a cabeça, o gritar... - comportamentos que diminuem e/ou desaparecem conseguindo ultrapassar esta dificuldade.

Qualquer que seja o método escolhido, o objectivo terá de ser o possibilitar a criança conquistar independência, encorajar a iniciativa, estabelecer uma comunicação espontânea, conseguir expressar as suas vontades, necessidades, pensamentos, sentimentos em situações diferentes e com pessoas distintas.

Se conseguirmos isto antes de atingir os 6 anos, as possibilidades de desenvolver a comunicação e se tornar numa criança de "bom funcionamento" aumentam.

Existem várias formas de conseguirmos este sucesso na comunicação:
* A parte visual funciona muito bem com o João. Quem consegue prender a atenção visual do João, consegue captar a sua concentração.
* Em brincadeira, criar situações de escolha: qual é o brinquedo que mais gosta e o que não gosta.
* Encorajar a brincadeira que implique a interacção com o outro.
* Nas actividades, nas brincadeiras, com o João funciona também muito bem, inclusivé em situações de crise - a música - se juntar a música, é um sucesso!
* Não deixar tudo ao seu alcance imediato - vai encorajar a comunicação.

Não querendo substituir a fala, existem alternativas de comunicação.
Servem como complemento e facilitador de verbalização de uma forma eficaz:
* Gestos
* Comunicação com objectos e fotos
* Fotos de simbolos com palavras
*...

Nota: muitas vezes as fotos tornam-se abstratas, e por isso, no inicio, deverão ser usadas com objectos que elas representam.

Por exemplo: colar a foto de um PEC num copo e associar para pedir um copo de água.

Eu tenho várias caixas com estes Pecs, em que o João pode ir buscar sempre que quer pedir algo que não consegue exprimir ou comunicar.
Também uso para aplicar nos calendários.
As caixas estão divididas por temas: brinquedos, comidas, acções, utensilios...

O João tem um horário onde retira o cartão com a foto da actividade que vai exercer e coloca-a no local onde deve ir.
Por exemplo, retira o cartão de ir à casa de banho e coloca-o no lugar com o mesmo símbolo (no nosso caso, na porta da casa de banho).

Quando essa actividade termina, volta ao horário e vê qual é a próxima tarefa para realizar
Ao inicio faziamos esta utilização em conjunto. Neste momento é independente... e praticamente não necessita deste horário porque a rotina está a ficar interiorizada.

A verdade é que a utilização deste método traz tranquilidade para o João e ajuda na compreensão e na comunicação.


Vamos ver um exemplo dos passos para lavar os dentes:
* abrir torneira
* colocar pasta na escova de dentes
* escovar os dentes

* passar boca por água
* fechar torneira

* limpar a boca

Esta organização ajuda o João a entender o que esperamos dele e torna-o mais independente.
Podemos utilizar imenso material visual: para ensinar a fazer café (tenho de fazer este... ehehheeehhe), hora de fazer xixi, pôr a mesa para o jantar, para o almoço, etc..

Ao mesmo tempo do horário de actividades, utilizamos o horário semanal e o mensal. Que já referi que é um sucesso cá em casa!

Ajuda o João, e não só (!!!!) para se situar em que dia da semana se encontra e o que fará nesse dia e nos próximos.
Podemos tirar fotos aos locais e às pessoas
que fazem parte da vida das crianças ou associar uma imagem, para que consiga entender para onde vai.

"Hoje vamos a casa da avó" e mostro a foto da avó
ou a imagem associada à avó.


Para este método resultar é necessário existir consistência e corência: deverá ser utilizado em casa, na escola e nas actividades diárias.

Jamais esquecerei que a primeira "língua" do João foi a visual, e por isso partilho esta informação.
E toda a sua capacidade de memorização e captação de atenção continua a ser a visual, por isso continuo a utlizar este método.

Não existem limites para a utilização deste método! Apenas temos de usar a nossa criatividade!


Todos os objectivos traçados são alcançados como se fosse uma escada e subimos degrau a degrau - o João está a chegar ao topo!


4 comentários:

Estrumpfina disse...

São óptimos exemplos, obrigada por partilhares!

Em casa uso pouco o horário mas andava com algum receio das férias por mudarmos de local e de rotina e providenciei um horário de bolso. Foi um sucesso e encorajou-a a dizer sempre onde ia.

Continuo relutante em utilizá-lo em casa...

bjs,
Andreia

D. disse...

Simplesmente fantástico.

O meu filho ainda é bebé e não sei quais serão as limitações futuras mas, ach as suas ideias óptimas.

bjs

D. disse...

Olá,

Como já sabe o Afonsinho tem PC e no nosso blogue faço referência a 3 meninos especiais que tambem têm PC. Gostava de colocar o seu blogue também, apesar de vivermos realidades diferentes mas, que dia a dia parecem tão iguais.O que lhe parece?
O Afonsinho faz natação adapatada e temos um menino que é autista, tem agora 7 anos. Gostamos muito dele e apesar de conhecermos pouco sobre este "outro" mundo, estamos mais atentos e mais interessados. Hoje em dia, quando vejo uma criança a fazer birra e a gritar, o meu primeiro pensamento e aquilo que ensino aos meus filhos é que não devemos fazer juizos de valores, pois podemos estar perante uma criança com dificuldades e não perante uma criança mal educada. Lembro-me sempre de um programa que vi na Oprah, sobre o autismo nos Estados Unidos em que uma mãe perguntava: "Porque em vez de criticarem, de olharem, porque é que não perguntam simplesmente se precisamos de ajuda?"
Isto bem se podia aplicar em todos os dias, e em todos os casos da vida, tão simples, palavras amigas, de simpatia, de solidariedade, de ajuda. Era tão bom, não era?

Beijinhos

Rita disse...

Olá boa tarde, descobri o blogger e fiquei fascinada com toda a partilha de informação que aqui existe. Sou Psicóloga e trabalho com populações com esta problemática. Gostaria de saber como posso inscrever-me no blogger?. Os melhores cumprimentos e os meus sinceros parabés por todo este trabalho.